O profeta Joel conta sobre dois exércitos em uma guerra, o do inimigo que quer atacar toda a estrutura de influência da sociedade e o de Deus.⠀

O Senhor não foge da guerra. Por mais que Joel visse o assustador exército inimigo, ele começa a enxergar um Deus que levanta a voz na batalha e entra pra vencer.⠀
O Reino é conquistado a força, mas existe um processo de três etapas pra que ele seja estabelecido: a restauração, a reforma e a restituição.⠀

A restauração é quando há um encontro com Jesus, Ele restaura a nossa vida. É o tempo em que o Espírito profético nos leva a restaurar pessoas. É quando entendemos e abraçamos o nosso chamado.⠀
Depois entra a reforma que é o agir do Espírito Santo. Ele reforma os nossos conceitos, pega o velho e deixa novo.⠀

E em terceiro entra a restituição, que é a etapa em que Deus restitui todas as coisas. É o resultado do processo em nós.⠀

Cada área da nossa vida está em uma etapa do processo, mas no tempo certo em todas Deus virá com restituição.

A igreja atua em cinco funções:⠀
Apostólica – que estabelece fundamentos;⠀
Profética – atua debaixo de uma influência- aponta o caminho;⠀
Evangelista- prega o evangelho com a vida;⠀
Pastoral: faz aliança entre as pessoas e Deus; e o⠀
Mestre que ensina a palavra exemplificando com a vida.⠀

Pra sermos cristãos maduros precisamos atuar debaixo de 5 fundamentos. Sem fundamento você não constrói com segurança.⠀
Fundamentos:⠀

1- Evangelho da proclamação. “Arrependei-vos!”, é o Evangelho real, proclamação da fé verdadeira. Fomos muito perdoados e queremos transmitir essa boa nova pras pessoas.⠀

2- Cura/terapia. Jesus manifesta suas curas de 2 maneiras: imediata ou através de um processo. Todos passamos por lutas e na maioria das vezes queremos que a solução seja imediata, mas Deus geralmente quer nos tratar algo antes. ⠀
O tratamento de Deus é de choque, parece que Ele tira tudo o que você tem, mas na verdade Ele te preparando pra enxergar como Ele enxerga. Ele está colocando o Seu DNA em nós para estarmos prontos.⠀
3- Ensinar uma teoria na prática. O exemplo é a melhor escola.⠀
Os fariseus ensinavam, mas não viviam. Jesus, pelo contrário, chama os discípulos e mostra como deveriam viver.⠀
Jesus não ensinou só a fazer, mas a ser quem deveriam ser, o fazer seria consequência.⠀

O discípulo não reproduz o que o mestre faz, ele reproduz como o mestre é.⠀

4- Comunhão. A igreja crescia porque vivia em comunhão. É o estar junto.⠀
União é diferente de estar em unidade. Podemos estar juntos e não sermos um.⠀

5- Amor de Deus. É um amor que jamais acaba e incondicional. Você ama independente da condição, se tá tudo ok ou não.⠀

Quem tem esses fundamentos passa pela tempestade, mas permanece.

Deus solta palavras com intenção de marcar uma geração, Ele procura aqueles que queiram cumpri-las.
Deus libera uma palavra gravitacional pra Pedro levar o Evangelho até Cornélio. Só que Pedro achava que o Evangelho era exclusividade dos judeus. Aquela palavra vinha pra quebrar o seu preconceito.
Existem muitas palavras gravitacionais esperando um lugar pra pousar.
Pedro teve a oportunidade de se recusar a ir na casa de Cornélio, mas obedece e rompe seus paradigmas. Enquanto pregava a palavra para ele e todos os que estavam reunidos em sua casa, o Espírito Santo enche o ambiente e todos são batizados!

Não somos nós que geramos as palavras, nós apenas as cumprimos. O segredo é ouvir o que Deus está falando!

Há palavras gravitacionais pra essa estação que estamos vivendo.

Noé ticou mais de 100 anos soltando palavras gravitacionais de que o mundo iria acabar.
Qual a vontade de Deus mais atualizada pra nós hoje? Precisamos entendê-la para transmiti-la.

Precisamos reconhecer que não sabemos nada. Que talvez sejamos tão preconceituosos e racistas como Pedro.
Deus vai mudar a estação quando você for aprovado. Se mova na frequência do Céu!